segunda-feira, 27 de junho de 2011

VIII Congresso da Sociedade Cubana de Otorrinolaringologia.

Inauguram em Cuba VIII Congresso de Otorrinolaringologia

Havana, 27 jun (Prensa Latina) Uma conferência magistral sobre os resultados do Programa de Atenção Regional à incapacidade auditiva, inaugurará hoje nesta cidade o VIII Congresso da Sociedade Cubana de Otorrinolaringologia.

Temas como experiências em cirurgia endoscópica nasosinusal, oncologia e infecções do ouvido, centrarão também a atenção dos delegados da Alemanha, Argentina, Brasil, Itália, Espanha, México, El Salvador, Cuba e Portugal.

A sessão da terça-feira estará dedicada entre outros aspectos, à perda auditiva e implantes cocleares, nos que Cuba mostra destacados resultados.

Até a data, 224 cirurgias deste tipo realizaram-se na nação, deles, 216 crianças, indicaram especialistas cubanos.


O implante coclear é um mecanismo eletrônico que permite melhorar a percepção auditiva a pessoas com surdez severa e profunda, a quem os aparelhos auditivos convencionais não resolvem o problema.

A técnica é realmente muito cara, já que não só leva tecnologia de ponta, senão que somente o próprio implante ultrapassa os 20 mil dólares.

Ademais leva uma longa etapa posterior de reabilitação, pelo que o custo total do tratamento em qualquer país do primeiro mundo, é ao redor dos 50 mil dólares, explicou.

Mas em Cuba é um serviço gratuito, como o resto da atenção em saúde pública.

Nas últimas décadas obteve-se um grande progresso no campo dos implantes cocleares no mundo desenvolvido, na nação cubana, as primeiras cirurgias desse tipo realizaram-se para 1997, e não foi até finais de 2004, princípios de 2005, que se instala o atual programa.

arc/vm/bj

Nenhum comentário:

Postar um comentário