domingo, 9 de junho de 2024

Artistas, intelectuais e políticos exigem o fim das sanções dos EUA contra Cuba

Manifesto contra o bloqueio dos EUA a Cuba | Arte: Solidários a Cuba

Do Brasil 247 

Uma série de artistas, escritores, professores, políticos, entre outros, divulgou neste domingo (9) uma nota exigindo a retirada da lista unilateral estadunidense que inclui Cuba na lista de países que supostamente patrocinam o terrorismo, e aproveitou para exigir o fim do bloqueio comercial à ilha caribenha. 

Cuba foi adicionada pela primeira vez à lista de Estados patrocinadores do terrorismo pelo Departamento de Estado em 1982, durante a presidência de Ronald Reagan. Os EUA retiraram Cuba da lista de Estados patrocinadores do terrorismo durante a administração Obama em 2015, como parte dos esforços para normalizar as relações com Havana. No entanto, a nação insular foi readicionada à lista durante a administração Trump, quando os EUA acusaram Cuba de abrigar fugitivos americanos e rebeldes colombianos. Em maio, Washington retirou o país caribenho da lista de países "que não cooperam plenamente na luta contra o terrorismo". 

"A permanência de Cuba na lista é uma infâmia que dura há tempos, assim como o bloqueio que há mais de 60 anos, tenta subjugar a heróica ilha caribenha", dizem as personalidades na nota, cuja íntegra pode ser lida abaixo: 

CONTRA O BLOQUEIO A CUBA

quinta-feira, 23 de maio de 2024

De JK a Lula: Fidel Castro visitou o Brasil 12 vezes

Lula e Fidel Castro se encontra em São Paulo no ano de 1989 | Foto: Paulo Pinto

Por Adolfo Curbelo Castellanos no Brasil de Fato

Poucos são os que sabem que a Revolução Cubana ainda não completara quatro meses de vida e o comandante Fidel Castro desembarcava… no Brasil! Sim, no dial 29 de abril se completou 65 anos desde a primeira de 12 viagens ao Brasil do Líder da Revolução Cubana, naquela época o ainda primeiro-ministro Fidel Castro Ruz.  

Fidel permaneceu uma semana em território brasileiro e realizou um intenso programa em São Paulo, Brasília e Rio de Janeiro. Nas reuniões, defendeu a unidade e a integração latino-americanas; enfatizou o status do Brasil como potência e, de forma um tanto profética, suas possibilidades de estimular a criação de um mercado comum que possibilitasse o desenvolvimento econômico do continente. 

Em Brasília, na lanchonete futurista concebida pelo gênio de Oscar Niemeyer, ele teve um encontro memorável com o presidente Juscelino Kubitscheck (JK) no Palácio da Alvorada. O ar aberto e sorridente entre os dois chefes de Estado que aparece impresso é um retrato fiel da relação cordial que unia os dois países. 

sábado, 18 de maio de 2024

Entre a utopia e o cansaço: conheça o novo livro sobre Cuba

Novo livro sobre Cuba publicado pela editora Elefante | Arte: Solidários a Cuba

Da Editora Elefante 

Alguns assuntos, ainda que passem anos ou décadas, não saem do noticiário. Nem do imaginário. Cuba é um deles. Desde que um bando de barbudos deu início à luta armada que levaria ao sucesso da Revolução Cubana em 1959, a ilha é motivo de debates apaixonados. Entre a utopia e o cansaço busca romper com essa tradição: não a do debate, mas a das paixões. 

Os 22 textos aqui reunidos complexificam os principais tópicos de discussão sobre a realidade cubana. Homossexualidade, religião, racismo, protestos políticos, participação popular, as Forças Armadas, as reformas econômicas e monetárias, a imigração, as relações com Washington, a nova Constituição, a juventude. 

A cada página, este livro se distancia da dicotomia estreita que, por um lado, destaca alguns aspectos da vida na maior das Antilhas como prova inequívoca de que o socialismo não funciona, ou, por outro, recorta a realidade de maneira a louvar apenas as evidentes benesses do regime. As análises, portanto, se baseiam em uma Cuba de hotéis luxuosos e casas caindo aos pedaços, atendimento médico universal e escassez de alimentos, educação para todos e apagões elétricos, partido único e Facebook. 

Embora as vozes aqui reunidas tenham pontos de vista divergentes, nenhum dos autores e autoras desta compilação deixa de reconhecer a façanha do grupo de jovens revolucionários que, no quintal dos Estados Unidos, em plena Guerra Fria, derrubou a ditadura de Fulgencio Batista e depois repeliu uma invasão militar ianque com a força da vontade de um povo comprometido com o anti-imperialismo. Apesar dessa constatação, cada capítulo ressalta uma miríade de contradições que foram se acumulando ao longo de 65 anos de transformações nacionais, regionais e globais. 

Brasil pede que EUA exclua nome de Cuba da lista de "patrocinadores do terrorismo"

Díaz-Canel e Lula se encontra na França em 2023 | Foto: Ricardo Stuckert

Do Opera Mundi 

Após os Estados Unidos retirarem Cuba da lista unilateral de países que não cooperam plenamente no combate ao terrorismo, o governo do Brasil pediu, na noite desta quinta-feira (16/05), que o país também exclua a ilha e sua lista unilateral de Estados patrocinadores do terrorismo. 

O anúncio brasileiro vem após o governo dos Estados Unidos reconhecer, na última quarta-feira (15/05), a cooperação de Cuba na “luta contra o terrorismo” e o Departamento de Estado dos Estados Unidos retirar Cuba de sua lista de países que “não cooperam totalmente com os esforços antiterroristas”.

Por meio de uma nota do Ministério das Relações Exteriores, o Brasil afirma que “tomou conhecimento, com satisfação” da decisão dos EUA e que este é um “passo importante na direção correta”.

No entanto,  a lista norte-americana que ainda inclui Cuba como patrocinadora do terrorismo leva a “pesadas e injustificadas sanções ao país caribenho” e é “objeto de repúdio unânime dos países da América Latina e do Caribe, conforme consta de Declaração Especial aprovada na última Cúpula da Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC)”, finalizou. 

Com informações do jornal Brasil de Fato. 

quinta-feira, 2 de maio de 2024

1º de Maio: povo nas ruas de Cuba!

Dia do Trabalhador em Havana, Cuba | Foto: El Necio

Por Sturt Silva 

Segundo a imprensa cubana, cerca de 4 milhões de cubanos e cubanas foram às ruas nesse 1º de Maio, Dia Internacional dos Trabalhadores. 

O principal ato de Cuba aconteceu em Havana, capital do país, na Tribuna Anti-imperialista, local que fica em frente à Embaixada dos EUA na ilha socialista. Segundo os organizadores, cerca de 200 mil participaram da manifestação em defesa da Revolução e do socialismo. A celebração contou com a presença do presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel e de várias autoridades e lideranças do país. 

Amigos de Cuba 
Milhões de cubanos saíram as ruas nesse 1º de Maio | Foto: Cuba Debate

Mais de mil amigos de Cuba de 58 países também participaram do evento em apoio a Cuba socialista e de seus trabalhadores e trabalhadoras.

 Atos por toda Cuba 

sexta-feira, 26 de abril de 2024

Vamos pra Cuba: caravana de solidariedade com inscrições abertas

Havana, capital de Cuba socialista | Foto: Cuba Debate

Por Sturt Silva 

Que ir a Cuba e conhecer a realidade do único país socialista das Américas com seus próprios olhos? 

A oportunidade pode ter chegado: trata-se da Caravana Internacionalista de Solidariedade com Cuba, que acontecerá entre os dias 9 e 20 de Julho de 2024. 

Para participar você deve se inscrever aqui. Mas antes, assista ao vídeo abaixo para saber todos os detalhes desse grande evento de solidariedade com Cuba socialista e seu povo. Se ainda ficou com dúvidas, entre em contato pelo Instagram oficial da Caravana (clique aqui) ou com Ananda (61) 98146-9377 e Luara (61) 98231-4073. 

Caravana de Solidariedade a Cuba, Julho de 2024 | Arte: Caravana Internacionalista 

Atividades da Caravana em Cuba 

sábado, 20 de abril de 2024

Direto de Cuba: brasileira que morou anos em Cuba lança livro

Direito de Cuba: Crônicas de uma pandemia | Arte: Kotter editorial

Por Sturt Silva 

A tradutora brasileira Marcia Regina Choueri, que morou e trabalhou por sete anos em Cuba, lançou recentemente pela Kotter editorial o livro Direto de Cuba: crônicas de uma pandemia. 

Segundo a editora, o livro é uma compilação de textos inicialmente divulgados em vídeos no canal Direto de Cuba no Youtube, que relatava acontecimentos na ilha socialista. 

Além do canal e do livro, Márcia também foi a criadora do podcast Coisas de Cuba, disponível no Youtube e no Spotify.

"O livro é uma homenagem muito pessoal a Cuba e a sua Revolução, à garra e resistência do povo cubano, à incrível capacidade e inteligência do Comandante Fidel Castro, que criou a indústria de medicamentos e vacinas de Cuba - o processo completo, desde a pesquisa, até a produção e distribuição - e garantiu que esse incrível projeto resistisse ao período especial e ao constante assédio do bloqueio norte-americano. Essa capacidade de previsão salvou milhões de vidas durante a pandemia da covid-19. Fiz um grande esforço para publicá-lo, porque acho importante que essa história fique registrada.", afirma a escritora. 

Resumo

quinta-feira, 18 de abril de 2024

Rifa sorteia uma viagem para Cuba; compre a sua

Ganhadores da primeira edição Vai pra Cuba | Foto: Causa Operária 

Por Sturt Silva 

O jornal Causa Operária tinha anunciado no último dia 4 de abril que o sorteio da "Rifa Vai pra Cuba 2" seria no dia 1º de Maio de 2024, feriado do dia do Trabalhador. Mas o próprio jornal informou que a data foi adiada.

Para participar, o interessado deve entrar no link e comprar uma rifa por 60 reais. No endereço também é possível encontrar o regulamento do concurso e outras informações sobre a viagem.

Em 2022, na primeira edição da rifa, o ganhador foi um bancário de Brasília. 


Atualizado no dia 04/05/2024.