sábado, 21 de junho de 2014

Cuba denuncia negativa de vistos a atletas para mundial juvenil nos Estados Unidos


A Federação Cubana de Atletismo denunciou a negativa de vistos a quatro membros da delegação caribenha que vai participar no Campeonato Mundial juvenil deste esporte, a se disputar em Eugene, Estados Unidos.

Segundo a nota difundida esta quarta-feira (18/06), o Escritório de Interesses dos Estados Unidos negou o visto a Liagmanis Povea e Andy Díaz (ambos de triple salto), Roger Valentín Iribarne (110 metros com obstáculos) Zurian Hechevarría (400 metros com obstáculos).

Ade o texto que embora todas as solicitaçoes se presentaram segundo as normas estabelecidas, 'ficam em consulta, sim certeza de resposta positiva, os casos de José Bordón González (Chefe Técnico) e Alberto Juantorena Danger (Presidente da Federação Cubana e membro do Conselho da IAAF)'.

Consideramos que tal posiçao viola as facilidades que devem ser garantidas pelos países comprometidos com eventos deste tipo e demandam os ideais do esporte mundial, ade a nota.

A Federação Cubana de Atletismo acotou que informou da situação à Federação Internacional, a sua homóloga estadunidense e ao comitê organizador local, insistindo em que só estará representada no certame si os vistos são emitidos para a totalidade dos membros de sua delegação.

Cuba tem denunciado com frequência que Washington tem denegado o visto a esportistas e dirigentes esportivos que deviam participar em eventos nos Estados Unidos e Porto Rico.

Em 2013, as campeãs mundiais de atletismo Yipsi Moreno e Yargelis Savigne não receberam visto para competir na Liga do Diamante de Eugene, segundo a Federação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário