segunda-feira, 23 de julho de 2012

Um dos conhecidos mercenários cubanos morre em acidente!

Conforme amplamente divulgado pela mídia burguesa internacional, morreu ontem Oswaldo Payá, na Província de Granma, em um acidente de carro no qual outro cubano morreu e um espanhol e um sueco ficaram feridos.

Payá, foi um dos principais mercenários a utilizar-se da forma "prêmios internacionais" para financiamento da contra-revolução cubana, sendo que o mais famoso deles foi o “isento” prêmio europeu Andrei Sajarov de direitos humanos, em 2002.

O governo cubano, apesar disso, lamentou sua morte. A filha visando, com certeza, herdar o "patrimônio" do morto, especula as causas do acidente, embora a chamada "Comissão de Direitos Humanos", por seu chefe, o mercenário Elizardo Sanchez, tenha afirmado: "Pedimos para dois colaboradores que moram em Bayamo que fossem ao local do acidente. Eles viram a árvore em que o carro bateu e confirmaram que o impacto foi brutal e que não havia outro veículo envolvido".


Ademais, dois dos quatros passageiros no automóvel, sobreviveram.

Alias, muita atenção para o nome e o papel de um dos acompanhantes sobreviventes:

Carromero Anjo Barrios, espanhol, membro do Partido Popular - o partido da direita espanhola. Estaria ele passeando por Cuba ou planejando formas para a contra-revolução?

A morte nunca pode ser exaltada, nem mesmo comemorada. Porém, o povo revolucionário cubano não terá motivos para lembrar de Payá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário