terça-feira, 3 de julho de 2012

Surto de cólera atinge Cuba*

Havana – Três pessoas morreram em Cuba pelo vírus da cólera e outras 50 estão infectadas, depois de um surto epidêmico no município de Manzanillo, no estado de Granma, segundo informou o jornal oficial do governo do país.

De acordo com o Granma, “foram identificadas, no total de pacientes atendidos, diferentes bactérias, sendo que o diagnóstico do Vibrio cholerae foi feito em 53 casos, com três mortes de idosos de 95, 70 e 66 anos, com antecedentes de doenças crônicas”.

Apesar das informações, o Ministério da Saúde Pública disse que ainda são investigadas “as causas reais” das mortes.

Segundo o jornal, o surto, que foi influenciada pelas altas temperaturas e pelas chuvas intensas, “está controlado e sua tendência é a redução de casos, como resultado das medidas higiênico-sanitárias que estão sendo executadas”.

A cólera estava erradicada em Cuba desde agosto de 1882, segundo dados históricos médicos. Uma epidemia da doença atinge o Haiti, país vizinho a Cuba, no mar do Caribe, onde equipes, lideradas por médicos cubanos, colaboram para combatê-la.
 
*Ainda não conseguimos confirmar a notícia diretamente nas fontes cubanas.

3 comentários:

  1. Admirador das Estrelas4 de julho de 2012 00:01

    Malditos turistas! rs

    ResponderExcluir
  2. Será que o governo estadunidense está propagando essa doença? Eu não duvidaria.

    ResponderExcluir
  3. Embora eu pense que tenha ocorrido por questões naturais (chuvas, proximidade do o Haiti, turistas) não é de descartar completamente a hipótese de ser mais um atentado terrorista dos ianques. Com certeza, as autoridades cubanas devem estar estudando o caso e poderemos ser melhor informados no futuro. De qualquer modo, o sistema de defesa civil e de saúde cubano já controlou o problema.

    ResponderExcluir