segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Mais uma vez, Cuba destaque na prevenção de catástrofes naturais

A notícia a seguir vem demonstrar o altíssimo grau de mobilização que a Defesa Civil da Isla possui, fazendo  com que Cuba seja um exemplo em prevenção e gerenciamento de riscos ante a ocorrência de furacões no Mar do Caribe. A respeito, sugerimos um texto acerca dos treinamentos realizados em Cuba, no sentido dessa prevenção: Aqui.
Isaac deixou mais de 20 mil evacuados em Cuba


A tempestade tropical Isaac deixou mais de 20 mil evacuados em Cuba, assim como pequenas inundações em áreas litorâneas, rios transbordados, interrupções elétricas e danos em alguns imóveis, enquanto avança pelo mar ao norte da ilha rumo à Flórida, nos Estados Unidos.

Os meios oficiais informaram neste domingo que na província oriental de Holguín, por onde Isaac saiu na tarde do sábado, 20.312 pessoas deixaram suas casas para alojar-se com parentes e 382 pessoas permanecem em albergues. Trata-se do maior número de deslocados em todo o país perante a perigosa ameaça representada pelos fortes ventos e as chuvas associadas ao ciclone.

As províncias orientais de Guantánamo, Santiago de Cuba, Granma, Las Tunas, Holguín e Camagüey, que abrangem quase metade do território da ilha, receberam a tempestade em estado de "alerta de ciclone". "Isaac" penetrou em solo cubano no sábado pelo município sulista de Imías, na província de Guantánamo, a cerca de 80 quilômetros de Punta de Maisí, no extremo mais oriental do país.

Durante a madrugada continuaram as chuvas no oriente e de acordo com o último boletim do Instituto de Meteorologia (INSMET) de Cuba, as precipitações persistirão neste domingo em grande parte do território nacional. Até agora não se registrou nenhuma vítima de "Isaac", que se movimenta com uma velocidade de 30 km/h rumo ao noroeste com ventos sustentados de 100 km/h.

Fonte: TERRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário