segunda-feira, 4 de julho de 2011

Em Cuba, apresentação de documentos da ONU sobre o meio ambiente, durante a VIII Convenção Internacional do tema.



Havana, 4 jul (Prensa Latina) Hoje se realizará a apresentação regional para a América Latina, da Década das Nações Unidas sobre Biodiversidade e observância da Década de Nações Unidas para os Desertos e a Luta contra a Desertificação.


Durante a abertura da VIII Convenção Internacional Meio Ambiente e Desenvolvimento, Luc Gnacadja, Secretário Executivo da Convenção das Nações Unidas para o Combate à desertificação e Ahmed Djoghlaf, Secretário Executivo da Convenção sobre Diversidade Biológica, oferecerão declarações respeitante nisso.

No Palácio das Convenções de Havana, especialistas de Cuba, Venezuela, Espanha, Noruega, Colômbia, Equador, Brasil e o México, entre outros países, debaterão durante quatro dias sobre aspectos metodológicos, teóricos e práticos envolvidos ao meio ambiente e ao desenvolvimento sustentável , destacou Gisela Alonso Domínguez, presidenta do comitê organizador.


Pelo respeito e os direitos de nossa Terra é o lema desta reunião onde decorrerão cinco congressos, três colóquios e além estará associada a uma feira expositiva.

Mudança climática, áreas protegidas, educação sobre o meio ambiente, gerenciamento ambiental, manejo de ecossistemas e biodiversidade, direito ambiental, validação de perigo, vulnerabilidade e riscos, serão temas principais nos quatro dias de sessões.

Estas questões se abordarão no VIII Congresso de Educação Ambiental, o VII Congresso Áreas Protegidas, o V Congresso de Gerenciamento Ambiental, o II Congresso de Mudança Climática e o III Congresso Ecossistemas e Biodiversidade.

Também se efetuará o III Colóquio Avaliação de perigo, vulnerabilidade e riscos, o II Colóquio Direito e justiça ambiental e o II Colóquio de ordenamento ambiental do território.

Auspiciam a VIII Convenção Internacional Meio Ambiente e Desenvolvimento o Ministério de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente; a Agência de Meio Ambiente; o Centro de Informação, Educação e Gerenciamento Ambiental e o Centro Nacional de Áreas Protegidas, entre outras instituições.

Nenhum comentário:

Postar um comentário