quarta-feira, 2 de junho de 2010

XVIII Convenção Nacional de Solidariedade a Cuba

Mensagem da Assembléia Nacional dos Movimentos Sociais à Convenção Nacional de Solidariedade à Cuba

Nós, Movimentos Sociais de todas as partes do Brasil, reunidos neste 31 de Maio, na Assembléia Nacional dos Movimentos Sociais, viemos a público mais uma vez, denunciar a campanha solerte do imperialismo estadunidense, contra a valente Cuba, que não bastasse ser vítima de um criminoso bloqueio econômico por parte do império, sofre e resiste a este novo ataque, que pretextando direitos humanos, busca na verdade destruir a experiência exitosa da construção do socialismo na ilha.


O imperialismo estadunidense, carece de autoridade moral e política para sustentar a bandeira dos direitos humanos, posto ser ele à maior ameaça a paz e a vida dos povos na medida em que mantém em Guantanamo, território usurpado ilegalmente do povo cubano, e mundo afora, milhares de prisioneiros, vítimas de torturas e de toda a sorte de maus tratos, desprovidos de qualquer garantia à defesa defesa, os exemplos são inúmeros, para citar apenas um, lembramos o flagelo de AbuGraib.

Os meios de comunicação se associam a esta nova investida do império, destilando toda a sorte de mentiras e calúnias contra Cuba ao mesmo tempo em que se calam diante dos horrores e dos crimes cometidos todos os dias contra os direitos humanos, a paz e a soberania dos Povos.

Reafirmamos desde esta calorosa assembléia nosso compromisso com a defesa de Cuba e sua Revolução.
Pelo Imediato fim do criminal bloqueio a Cuba
Em defesa da liberdade dos cinco prisioneiros cubanos detidos injustamente nos EUA
Pela devolução imediata de Guantanamo, território ilegalmente ocupado.

Cuba Resiste. Cuba Vencerá!

Assembléia Nacional dos Movimentos Sociais

São Paulo, 31 de Maio de 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

516 FOTOS DE CUBA